Goji berry: a novidade que ajuda na dieta


Chegou ao Brasil a goji berry, fruta que conquistou o mundo porque ajuda a afinar a silhueta!

Quem diria, a goji berry, essa frutinha de nome estranho, com cara de tomate-cereja e originária da China e do Tibete caiu nas graças das americanas, europeias e canadenses! O motivo: por ser pouco calórica - uma colher (sopa) possui só 50 calorias -, e ter alto índice de vitamina C, proteínas e nutrientes como zinco e ferro, ela auxilia no processo de emagrecimento e ainda combate o envelhecimento precoce da pele. A boa notícia: ela acaba de desembarcar no Brasil. Porém, como importar sua versão original é muito caro, a goji berry está disponível em farmácias de manipulação e lojas de produtos naturais e orientais na forma de fruta seca (desidratada) e cápsula manipulada. Mas independentemente da versão que você escolher, suas propriedades não se perdem, garantindo seus benefícios.

Por que ela emagrece:

Cada 100 g de goji berry seca tem 2.500 mg de vitamina C. Isso faz com que ela seja 50 vezes mais poderosa do que, por exemplo, a laranja. E daí? Bom, considerando que um estudo da Universidade do Arizona (EUA) revelou que quando nosso corpo atinge o nível correto de vitamina C - algo entre 4,6 e 15 mg -, ele passa a queimar gordura com mais facilidade, a superfruta pode tornar-se uma grande aliada do emagrecimento. Rica em proteínas e oligoelementos, como zinco e ferro, a fruta melhora o sistema imunológico e ajuda a equilibrar os níveis hormonais. "Assim, o funcionamento do organismo será otimizado e o metabolismo, acelerado. A perda de peso será consequência", garante a farmacêutica bioquímica Camila Estopa, da Pharma Nostra, que completa: "sozinha, a goji berry não resolve a questão, é imprescindível uma dieta saudável e fazer atividade física".

Outros cinco poderes da fruta:

  1. Ajuda a reduzir o colesterol;
  2. Alivia a ansiedade;
  3. Combate a insônia;
  4. Diminui o estresse;
  5. Melhora o humor.

O jeito certo de consumir cada versão da fruta:

na versão desidratada, uma vez por dia, bata uma colher (sopa) da fruta no liquidificador com iogurte desnatado ou 200 ml de suco de frutas. Para quem não se importar com o sabor azedinho, vale consumi-la pura também. Na versão em cápsula, no Brasil, só existe a manipulada em farmácias. Para consumi-la, consulte um médico. A dose diária recomendada deve ficar entre 400 e 600 mg distribuídos em duas ou três cápsulas ingeridas ao longo do dia, sempre juntamente com alguma refeição.

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF